A Sangue Frio

Como uma naja ela vem de vagar, com um bote certeiro ela quer me pegar.

Sinto teu sangue frio querendo em mim se esquentar.

Sem querer vai morder,  isso não tem como negar.

Quer me seduzir, iludir, controlar, me pegar, confundir, se divertir, enfeitiçar e acabar.

Sinto teu sangue frio  querendo em mim se esquentar.

 E instantes antes da morte imagino, se pelo menos em um momento  conseguiu me amar.

(Julio Cesar Nunes de Oliveira)

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: