Invisível

Hoje chorei no vazio de uma sala escura onde me escondo todos os dias, gritava lágrimas invisíveis, pois as verdadeiras resolveram se calar. O que não vejo no cotidiano fotos estão a revelar, sua felicidade explicita ao lado dele me instiga a chorar. Meu coração bombeia rapidamente sem se cansar, enquanto meus olhos cansados de sofrer não conseguem mais se expressar. Estaremos juntos para sempre, mesmo eu não estando onde deveria estar.

(Julio Cesar Nunes de Oliveira)

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: