Não vou e não  quero fraquejar, diante de tua prensa  guardarei minhas saudades e não me tentarei a falar, pois doí quando ouso e apenas o silencio  responde a me  provocar.

 

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: