Unir e não Separar

Talvez o que nós acreditamos ser  Deus, seja apenas uma derivação do original ou pior a derivação de uma derivação o que nos deixaria mais longe ainda de sabermos quem de fato seria o verdadeiro ou se ele realmente existe, afinal varias religiões se utilizam de mesmos preceitos, mesmos nomes, referencias, divindades e santos com nomes diferentes, mas com mesmas características. Talvez o que nós lutamos para separar como verdade absoluta, deveria ser unido com as outra formas  de pensar a respeito e em debate, poderíamos entrar em um consenso, juntaríamos o que fosse compatível, retiraríamos o que não tivesse ligação com nada e talvez a partir daí chegaríamos ao verdadeiro ser, um Deus ou deuses os quais todos pudessem acreditar de formal igual, aí sim estaríamos falando de um Deus absoluto, pois ele seria o Deus de todos e não de um grupo apenas.

Pensem nas religiões como um quebra cabeça, agora juntem-nas de forma coerente e talvez  seja descoberta a verdade absoluta.

Uma resposta to “Unir e não Separar”

  1. Agree absolutely. None of the multicultural lefties can ever understand what makes freedom essential.

    Curtir

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: