A sociedade só conseguirá evoluir, quando animais racionais se aceitarem assim como são e aprenderem a cuidar de suas vidas.

A reciprocidade é mutua, quando de uma multiplicidade pudermos tirar indivíduos, o padrão não é o modelo da igualdade, mas da frustração de não poder se sentir único.

O padrão é descartável, por ser comum, mas ser autentico é algo insubstituível e raro.

Não mude para se adequar, lute pelo que vale a pena, sua identidade.

 

 

 

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: