Se sou responsável pela minha vida, então os únicos julgamentos que devem ser levados a sério são aqueles, que tenham relevância para minha vida e aqueles que eu mesmo faço de mim, eu enquanto indivíduo, não posso falar pelos outros, a única verdade absoluta é aquela que falo sobre mim, pois quando olho no espelho o único reflexo que vejo é o meu e de mais ninguém, e é a esse reflexo invertido que devo conhecer e aceitar assim como é, viver em sociedade não é viver pelo outro, mas continuar vivendo como indivíduo e estar bem com seu próximo.

(Para que melhor forma de estar bem com seu próximo, do que cuidar da própria vida? Uma coisa leva a outra.)

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: